1ª fase - CANDIDATURA
2ª fase - AVALIAÇÃO
3ª fase - FINANCIAMENTO

4ª fase - IMPLEMENTAÇÃO

Retrato de uma memória
Vales do Douro e Côa | Idosos


Apoio solicitado 2.000,00€


1.000,00€1.000,00€
50% ACM
Apoiante 10% (100,00€)
faltam (900,00€)








Objetivo

Registar (áudio ou vídeo) testemunhos de vida de utentes de lares e centros de dia, digitalizar arquivos pessoais, tratar e colocar on-line.



Descrição

Introdução: o projeto Arquivo de Memória
O Arquivo de memória: o projeto nasceu com um objetivo principal: diminuir a solidão dos mais velhos, particularmente dos utentes dos lares. Como atenuar este isolamento? Dando valor às suas memórias, testemunhos de modos de vida que se alteraram radicalmente nas últimas décadas.Tornam-se fonte de conhecimento. De História. Os mais novos recolhem os testemunhos dos mais velhos. Criam-se relações e um arquivo de memória on-line acessível para todos. Contamos assim, novos e velhos, em conjunto, a história recente de realidades distantes.
O projeto teve o seu início em Vila Nova de Foz Coa, alargando-se depois para outros lugares dos Vales do Coa e Douro. Não se definem fronteiras, conforme a participação, as propostas, os apoios, o projeto encontrará o seu desenvolvimento geográfico.
Através de som e imagem, vídeo e gravação, registamos testemunhos orais. Relatos de vida ou conversas entre duas ou mais pessoas, com diferentes experiências e formações. Digitalizamos documentos pessoais (cartas, postais, fotografias...) que passam a integrar o arquivo de memória. Acondicionamos de forma adequada os originais, para que perdurem, e devolvemos aos proprietários.
As entrevistas e os arquivos pessoais passam a integar a base de dados do Arquivo de Memória. O site do projeto é o interface desta base de dados na qual se integra, devidamente catalogada, toda a informação recolhida. Assim é possível a pesquisa por pessoa, lugar, tema, documento ou palavra chave.
O projeto nasceu em 2010 com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, através do seu programa Entre Gerações. Deu origem ao Clube UNESCO Entre Gerações, resultado de um protocolo entre a ACOA e a Comissão Nacional da UNESCO.
O QREN possibilitou a aquisição do sistema de gestão da informação In Patrimonium e a construçãço do site www.arquivodememoria.pt
Agora o projeto procura a sua sustentabilidade através da relação direta com as comunidades, com os familiares dos idosos utentes dos lares, centros de dia, e habitantes mais isolados de núcleos rurais ou cidades. Juntos queremos fazer a História, acompanhar os mais velhos integrando-os num projeto comum, recolhendo o seu testemunho de vida e tornando a sua vida mais ativa, com visitas e ações de animação cultural associadas às recolhas de testemunhos. Das atividades que desenvolvemos damos conta regularmente aqui: https://www.facebook.com/arquivodememoriadovaledocoa/) Desde 2010 que pretendemos estabelecer ligação com os emigrantes, o projeto que agora candidatamos, “retrato de uma memória”, constitui essa concretização e significa um importante passo no projeto.

Retrato de uma memória (projeto piloto)
Propomo-nos entrevistar familiares, amigos ou conterrâneos de emigrantes. Faremos uma entrevista com o testemunho, a história de vida, ou iremos ao encontro de questões concretas que os emigrantes coloquem: como se realizava a romaria? Como decorriam os jogos? Como era a dieta alimentar?... Faremos também a digitalização e acondicionamento dos arquivos pessoais (uma fotografia, uma carta, um postal...) e entregaremos, devidamente acondicionado, ao seu proprietário, da mesma forma que lhe entregaremos a entrevista em DVD. Procuraremos fazer ligação skype com os familiares, sempre que conveniente para aclarar histórias e memórias.
As entrevistas e os documentos serão editados e analisados, colocados on-line e integrarão uma coleção própria no website—http://arquivodememoria.pt/colecoes.aspx — que nos propomos chamar “Emigrantes50/50”
Neste projeto piloto, com o tratamento que cada retrato requer, desde a entrevista, à edição, análise, inserção na base de dados, legendagem, colocação on-line, propomo-nos fazer 6 entrevistas solicitadas pelos emigrantes e 12 ações de animação, duas por cada entrevista, nos respetivos lares, aldeias ou bairro/rua, nas seguintes áreas: Vale do Coa, Douro Internacional, Porto e Vila Nova de Gaia. As ações que temos realizado podem ser vistas por exemplo aqui: http://www.arquivodememoria.pt/colecoes.aspx?idcat=53
Afinando o modelo com este projeto piloto com a comunidade emigrante, temos a expetativa de o poder prosseguir articulando os emigrantes com os seus familiares e conterrâneos através deste projeto comum: construir um arquivo de memória e contribuir para a História regional combatendo ativamente o isolamento dos idosos ao mesmo tempo que se reforçam laços com as terras de origem.



Orçamento

Orçamento relativo ao projeto piloto - retrato de memórias 6 entrevistas e 12 ações de animação
2.000,00€



Total: 2.000,00€


Cronograma de Implementação

Fase 1 - identificação dos idosos, respetivos lares, aldeias ou cidades e primeiro contacto
26/02/2016



Fase 2 - Realização de entrevistas, digitalização documentos, edição, inserção na BD, 6 ações animação
29/04/2016



Fase 3 - Inserção website; entrega de DVDs; 6 ações animação
30/06/2016



Entidade

ACOA - Associação de Amigos do Parque e Museu do Coa

Partilhar
FacebookTwitterGoogle+Share

Apoiantes

tiago mesquita